Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Vereadora Márcia de Sousa denuncia descarte irregular de móveis e entulhos próximo ao Parque das Aves

Vereadora Márcia de Sousa denuncia descarte irregular de móveis e entulhos próximo ao Parque das Aves

por Depto. Imprensa publicado 09/01/2019 09h27, última modificação 09/01/2019 09h27
O pátio de máquinas da prefeitura de Apucarana já foi informado do descarte e deverá fazer o recolhimento dos móveis descartados no local
Vereadora Márcia de Sousa denuncia descarte irregular de móveis e entulhos próximo ao Parque das Aves

Vereadora faz a denuncia durante Sessão Extraordinária

Durante a Sessão Extraordinária realizada na tarde de ontem (terça-feira 08/01), na Câmara Municipal de Apucarana, a vereadora Márcia Regina de Sousa, fez uma denúncia sobre o descarte irregular de geladeira, restos de sofá e vasos sanitários próximo ao córrego na Rua João Luís Orlando, na Vila São José, entre o Parque das Aves e o Country Club de Apucarana. Segundo ela os móveis foram descartados durante a madrugada no local. “Este é o meu trajeto. Quando passei pelo local constatei as irregularidades e imediatamente procurei o pátio de máquinas da prefeitura para que fizessem o recolhimento dos móveis. Eles também irão comunicar a Secretaria Municipal do Meio Ambiente para que medidas protetivas sejam tomadas. Não podemos deixar que isso aconteça. Os móveis foram descartados próximo ao córrego, uma das nascentes que abastece a nossa cidade”, disse a vereadora.

Em seu pronunciamento ela destacou que o prefeito Beto Preto e o prefeito em exercício Júnior da Femac têm organizado, pavimentado, feito poda de árvores, roçagem, priorizado iluminação pública, construção e reforma de prédio públicos em toda cidade. “A preocupação da administração vai além e eles cuidam também do meio ambiente, dos nossos parques, praças, tem um cuidado especial voltado ao meio ambiente na nossa cidade, mas a própria comunidade não cuida do meio ambiente e descartam materiais em áreas irregulares e de preservação ambiental”, disse a vereadora.

Márcia destaca que o descarte pode acarretar problemas ambientais. “Além da poluição visual, problemas sérios como focos do mosquito da dengue com água parada nos objetos descartados, mau cheiro, contaminação do solo, entre outros problemas podem prejudicar o local e quem mora nas proximidades”.

Os móveis devem ser descartados de maneira adequada para que possam ser reaproveitados de modo a não prejudicar o meio ambiente. “E a conscientização dos cidadãos faz toda diferença, pois muitas vezes estes móveis são jogados às margens das represas, rios e lagos trazendo grandes impactos, causando enchentes pelo acúmulo de sujeira, entupimentos, entre outros problemas”, completou Márcia.

Eles provocam muito mais do que a degradação da paisagem, o problema ambiental é sério e pode ser percebido, dentre outras formas, durante a temporada de chuvas e a cheia de rios e córregos. “A questão da destinação correta dos resíduos gerados pela cidade trouxe a tona a necessidade de se promover ações, em especial na área de resíduos sólidos”, finalizou a vereadora Márcia Sousa.