Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / 4ª Câmara Itinerante do ano acontece na Caixa de São Pedro

4ª Câmara Itinerante do ano acontece na Caixa de São Pedro

por Administrador publicado 28/05/2011 11h29, última modificação 08/04/2016 19h45
A sessão movimentou todo o distrito, tendo a presença em massa de moradores da vila rural e dos sítios vizinhos

Foi realizado na noite da última sexta-feira (27) a 4ª Câmara Itinerante do ano, no distrito de Caixa de São Pedro. Os assuntos mais pautados na noite pelos moradores foram iluminação pública, asfalto e melhoria das estradas rurais.

Cerca de 120 moradores compareceram no salão da Paróquia Pedro Apóstolo, situado na praça central, onde apenas oito dos onze vereadores realizaram a sessão, fato este que chamou atenção pela ausência - sem nenhuma explicação apresentada - dos vereadores Mauro Bertoli (PTB), Carmelo de Souza (PR) e Telma Reis (PMDB).


Autoridades dos mais diversos setores do governo, como a Sanepar e o 10º Batalhão de Polícia Militar participaram ativamente ouvindo a população. A sessão transcorreu de forma muito tranquila onde pouco mais de dez moradores fizeram o uso da palavra. Logo no início, o presidente da Câmara Alcides Ramos concedeu espaço para o diretor da unidade Senac de Apucarana Agnaldo Alves Cassemiro, onde o mesmo pode divulgar os diversos cursos gratuitos que o Senac está oferecendo para a população.


Antonio Carlos Pulga, o primeiro a falar, reclamou da iluminação pública, sendo que vários postes estão com lâmpadas queimadas ou quebradas. “A iluminação pública é um problema constante no bairro. Precisamos também de cascalho em toda a Vila Rural. Se eu tenho a minha estrada boa é porque eu mesmo cuido”, afirma e também faz um alerta quanto à possibilidade de acidentes. “Não temos visão alguma da estrada, quando vemos já estamos em cima dos carros. Os motoristas de caminhão e das vans que transportam alunos podem confirmar”.

O ponto alto da sessão foi protagonizado pelo morador Marcos Aparecido Teodoro da Silva que foi enfático no seu discurso reclamando do uso excessivo e indiscriminado de venenos por parte dos fazendeiros e sobre a verba destinada ao centro comunitário. “Eles passam veneno na região e vem tudo para a área urbana. Morador não tá aqui pra comer veneno. E a verba para o centro comunitário, veio ou não veio?”, questiona.


Logo em seguida, Alcides explicou sobre a verba questionada. “Não veio porque houve a demora do município para enviar o projeto e com isso, Apucarana perdeu mais esta oportunidade”, explica. O presidente da associação dos moradores de Caixa de São Pedro, Ângelo Miquelão, complementou dizendo que na época toda a documentação necessária foi devidamente encaminhada à prefeitura.

Miquelão enalteceu o projeto da Câmara Itinerante e lamentou a ausência de demais moradores do distrito. “Parabéns ao presidente da Câmara Alcides Ramos pela iniciativa de implantar esse protejo, onde está aproximando o povo dos vereadores. Também percebo o fato de não ter mais moradores aqui presente, porque essa é a oportunidade de falarmos tudo o que estamos precisando”, lamenta.


Outros temas como a reforma na cancha de esporte, na ponte, escoamento para enxurrada na rua de paralelepípedo recém inaugurada e a necessidade de se trazer cursos profissionalizantes para o distrito foram relatadas pelos moradores.


Todos os moradores que fizeram o uso da palavra foram unânimes em elogiar o projeto da Câmara Itinerante. Alcides Ramos conclui que esses agradecimentos são o reconhecimento da população. “A sessão foi muito boa. Tivemos mais de 120 populares aqui e é evidente que os apucaranenses estão se identificando com esse projeto, pois aqui ele tem a palavra, são os protagonistas tendo a oportunidade de mostrar ao poder executivo toda a sua realidade”, finaliza.