Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Molina se reúne com a diretoria do Sesc, Senac e Sivana e debate sobre o fim do Sistema S

Molina se reúne com a diretoria do Sesc, Senac e Sivana e debate sobre o fim do Sistema S

por Depto. Imprensa publicado 05/04/2019 12h46, última modificação 05/04/2019 12h46
No encontro os representantes apresentaram os serviços ofertados pelo Sistema e pediram apoio do Legislativo para que diga “Não” ao corte proposto pelo Governo Federal
Molina se reúne com a diretoria do Sesc, Senac e Sivana e debate sobre o fim do Sistema S

Molina e a diretoria do Sesc, Senac e Sivana

Na tarde desta quinta-feira (04/04), o presidente do Legislativo, vereador Luciano Augusto Molina Ferreira, recebeu em seu gabinete a gerente executiva do Sesc Apucarana, Andréia Patrícia Rinaldo, Lucas Salvalaggio, gerente executivo do Senac e Rodrigo Hirata, técnico em Relações com o Mercado do Senac e Aída Assunção, presidente do Sivana.

A visita, além de apresentar ao presidente os serviços ofertados pelas instituições, teve como discussão principal o Projeto do Governo Federal, por intermédio do Ministério da Economia, que ameaça reduzir o percentual das contribuições vertidas pelos empresários do comércio de bens, serviços e turismo em prol do Serviço Social do Comércio (Sesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem (Senac).

“Foi uma visita produtiva e cheia de informações. Conversamos sobre programas, trabalhos desenvolvidos pelo Sistema S e principalmente sobre o apoio que as Unidades precisam a partir de agora. O Governo Federal pretende colocar em prática um corte no Sistema S, que abrange o Sesc e o Senac. Todos nós sabemos do trabalho que eles realizam, de como atuam na saúde, na educação, no esporte, na parte social e vieram pedir o apoio da Câmara para somar forças nessa luta para que o Sistema e não acabe”, relatou Molina.

Ele explica que no dia 15 de abril os diretores terão um espaço aberto na Sessão Ordinária e vão poder conversar com os vereadores. “Quando falamos em Sesc e Senac em Apucarana e em todo Paraná, remetemos a excelência. Excelência em tudo o que realizam, em serviços prestados à comunidade. Tudo o que fazemos no Sesc, é resultado de um bom serviço. O que pedimos é que seja analisado com mais critério pelo Governo Federal essa medida que pretendem tomar”.

Molina confirmou que o Sistema tem o seu apoio. “Já desfrutei, já usei serviços do Sesc e Senac, sei que são de qualidade e é isso que a população precisa: atendimento e serviços de qualidade. É uma reivindicação justa de toda a classe. Tem meu apoio e tenho certeza que terão o apoio de alguns vereadores ou da totalidade da Câmara de Apucarana”, afirmou o presidente.

Andréia Patrícia Rinaldo, gerente do Sesc Apucarana, explicou que a visita foi em defesa do Sistema S. “Temos ouvido que o Governo Federal tem a intenção de retirar percentuais significativos da receita compulsória dos órgãos do Sistema S, e o Paraná tem feito esse movimento forte de visita as autoridades dos municípios, em especial aonde tem uma sede do Sesc e Senac, como é o caso aqui de Apucarana, para apresentar todo o trabalho que realizamos em prol da comunidade local”.

Em Apucarana, 14 municípios da região são atendidos. Nas unidades são realizadas atividades envolvendo saúde, educação, cultura, assistência e lazer, entre outros. “E aqui, viemos buscar o apoio das autoridades do Legislativo para fazer uma corrente do bem. Se a medida for aprovada, representará um retrocesso inaceitável. Teremos redução de programas e outras medidas que irão comprometer o Sesc e Senac. Contamos com o apoio de todos os vereadores no processo. Dia 15 voltaremos e vamos falar com todos e explicar o que está acontecendo, de fato. Já temos vários apoios, mas sempre estamos em busca de parcerias para que seja expandido em prol do bem de toda comunidade. A nossa missão é trabalhar em prol do bem e da melhoria da qualidade de vida de todos do comércio e seus dependentes”, anunciou a gerente da Unidade do Sesc na cidade.

CUIDAR DAS PESSOAS #importasim

Andréia explicou e agradeceu a participação do Sivana em todo o processo e divulgou uma campanha que está sendo realizada nas redes sociais com a hastag  #importasim lançada pelo Sistema Fecomércio PR, Sesc e Senac. “Essa campanha significa se importar com a questão social, questão de desenvolvimento das pessoas, questão de ajuda econômica, social para os municípios onde estão e toda sua abrangência. O trabalho que o Sesc e Senac fazem #importasim. Cuidar das pessoas #importasim”, compartilhou Andréia.

FECOMÉRCIO

Segundo informações do Sistema Fercomércio, tirar 25% dos recursos do Sesc e Senac representa privar a sociedade de serviços sociais de suma importância, que têm a finalidade de justamente construir um país mais justo e equilibrado. Os serviços prestados pelo Sistema S à população também fazem parte do combate à criminalidade, uma vez que auxiliam na inserção educacional, social, cultural e econômica das pessoas atendidas.

O Sistema S é composto, além do Sesc e do Senac, pelo Sesi, Senai, Sest, Senat, Senar, Sebrae e Sescoop. O custeio das entidades é feito por contribuições sociais de empresários do comércio de bens, serviços e turismo, da indústria, do setor de transportes, da classe patronal rural, de empresas que buscam fortalecer o empreendedorismo e de cooperativas. O caráter privado das receitas torna inconstitucional a tentativa de desviá-las do serviço social e da formação profissional para custear a segurança pública, que é um dever do Estado e já possui dotação orçamentária proveniente de impostos.