Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara de Apucarana devolve mais de R$ 2mi ao Executivo

Câmara de Apucarana devolve mais de R$ 2mi ao Executivo

por apu — publicado 24/12/2015 11h41, última modificação 06/04/2016 17h49
O Presidente da Câmara Municipal de Apucarana, o vereador José Airton Deco de Araújo (PR), realizou na tarde desta terça-feira (22), a devolução ao Executivo da economia realizada pelo legislativo durante o ano de 2015.

A solenidade aconteceu no gabinete da presidência e contou com a presença do prefeito Beto Preto (PT), dos vereadores da Casa, servidores municipais e imprensa, além da população em geral.

Na ocasião, Deco anunciou um volume de sobras de R$ 2.045.309,41 milhões. A devolução sobre imposto de renda retido de servidores e vereadores foi de R$ 529.640,76, além do valor de R$ 67.614,83 relacionados às rendas sobre aplicações financeiras. A devolução de dinheiro preenchida no cheque entregue ao Prefeito Beto Preto foi de R$ 1.448.053,82.

“Esta devolução é fruto da economia feita não apenas por mim, mas pelos demais vereadores e servidores da Câmara, entendemos que esse dinheiro é público e pertence ao povo, por isso deve ser utilizado de maneira correta”, explicou o presidente da Casa.

Deco destacou ainda que nunca na história de Apucarana a Câmara fez aplicação de dinheiro. Nesta legislatura, conforme ele, em vez de ficarem parados na conta bancária, os recursos do Legislativo estão sendo investidos em aplicações financeiras.

Ainda durante a solenidade, o prefeito Beto Preto enalteceu a economia realizada pelo Legislativo e destacou que a verba deverá ser utilizada nas áreas da educação, saúde e pavimentação asfáltica do Município. “Nesse primeiro momento podemos dizer que a nossa intenção é de utilizarmos esse recurso na educação, saúde e também para pavimentação de algumas ruas de nossa cidade”, disse Beto, lembrando que as sobras do Legislativo relacionadas ao ano de 2013 foram investidas na compra de materiais escolares da Rede Municipal de Ensino e, em 2014, o saldo devolvido pela Câmara viabilizou a pavimentação asfáltica em alguns bairros da cidade.