Você está aqui: Página Inicial / Sobre a Câmara / Notícias / Câmara Municipal entrega Título de Cidadã Honorária de Apucarana a Maria Agar Borba

Câmara Municipal entrega Título de Cidadã Honorária de Apucarana a Maria Agar Borba

por Departamento de Imprensa publicado 11/11/2022 14h45, última modificação 11/11/2022 16h06
A honraria é de autoria da ex-vereadora Márcia Sousa, Chefe do Escritório Regional da SEJUF
Câmara Municipal entrega Título de Cidadã Honorária de Apucarana a Maria Agar Borba

Maria Agar e a ex-vereadora Márcia Sousa

Em Sessão Especial e Solene, a Câmara Municipal de Apucarana entregou na noite desta quinta-feira (10.11), o Título de Cidadã Honorária de Apucarana, a Maria Agar Borba, Secretária Municipal da Promoção Artística, Cultural e Turística de Apucarana.

De autoria da ex-vereadora Márcia Regina da Silva de Sousa, a honraria proposta por meio da Resolução nº 2/1980, da Câmara Municipal de Apucarana é concedida exclusivamente a pessoas que não tenham nascido no município. Mais do que prestar uma homenagem, a solenidade de outorga do Título de Cidadania Honorária significa prestigiar e reconhecer o trabalho de pessoas que tenham se dedicado a atuar de forma exemplar tanto eticamente, quanto moralmente e por prestar relevantes serviços a cidade, ajudando no seu desenvolvimento e na promoção do bem comum.

Presidida pelo vereador Franciley Preto, Poim, a solenidade contou com a presença dos vereadores Rodrigo Recife, Moisés Tavares, Marcos da Vila Reis, Luciano Facchiano e a vereadora e Procuradora da Mulher, Jossuela Pirelli. Também o prefeito Junior da Femac, secretários Municipais, demais autoridades, convidados e imprensa.

Poim, em nome de todos os vereadores da gestão passada, agradeceu o voto favorável e a aprovação do projeto para concessão do Título a Maria Agar proposto pela então vereadora Márcia Sousa.

“Esse ano, eu como presidente do Legislativo, tive a oportunidade e a honra de promulgar essa Lei em outubro de 2022. Parabenizo pelos 55 anos de trabalho sendo 50 em Apucarana. E, agradeço por levar o nome da nossa cidade para tantos lugares. É uma grande história de sucesso. Em nome de todos os apucaranenses agradeço por aceitar essa homenagem da Câmara de Apucarana. Agradeço ainda em nome de todos os ex-vereadores, em especial da vereadora Márcia, que aprovaram esse merecido título. Agradecemos também ao Beto Preto, por ter escolhido a Maria Agar em 2014, para a cultura. Tantas coisas que nós sonhávamos hoje são realidade em Apucarana, graças ao trabalho da nossa homenageada e da sua equipe”, disse Poim.

Márcia Sousa, autora da proposição destacou que os reconhecimentos devem ser feitos em vida. “Essa Lei foi possível graças aos contornos do presidente Poim e estamos entregando esse Título, fazendo essa merecida homenagem a Maria Agar. São 70 anos de vida, 55 de dedicação a cultura sendo 50 em Apucarana. Uma mulher de garra, exemplo para Apucarana. Uma mulher dedicada, que faz a diferença. Além de minha amiga é uma pessoa que eu reconheço pelo trabalho, pela história”, enfatizou a ex-vereadora.

Ela destacou ainda que a homenageada não mede esforços para atender a todos os apucaranenses. “Maria Agar possui os caracteres da bondade e da generosidade e possui traços de humildade. Sim, ela tem um coração maior que o mundo. Ela é digna desta honraria e para todos nós é satisfatório esse momento. Estou feliz em poder oferecer, neste ano em que ela completa 70 anos de vida e 51 de Ballet, o Título de Cidadã Honorária de Apucarana. Maria Agar é filha de Apucarana”, completou Márcia Sousa.

SOU APUCARANESE

Maria Agar agradeceu a honraria e afirmou que nesses 50 anos se fez apucaranense. “Aqui construí minha família, trabalhei, fiz amigos e realizei muitos sonhos. O tempo passou muito rápido e de lá pra cá se passaram 5 décadas, completei 70 anos e ainda tenho na cabeça a imagem de quando cheguei na cidade em um ônibus da Viação Garcia com um toca-discos e dois discos de vinil que ganhei da minha professora de Yeda Marques Russo do antigo Ballet Adanac, de Londrina”, recordou.

E de lá pra cá muita coisa aconteceu: Maria Agar abriu sua escola de Ballet Pavlova que durou 42 anos e há 09 anos atua como Secretária Municipal da Promoção Artística, Cultural e Turística de Apucarana.

Seu objetivo e alegria da vida é a Escola Municipal de Artes de Apucarana. O trabalho teve início da gestão do então prefeito Beto Preto e continua na gestão do prefeito Junior da Femac.

“Minha trajetória foi transformada e totalmente direcionada pela arte e pela cultura. Fiz disso o meu objetivo de vida e espero poder, até os meus últimos suspiros, continuar transformando e resgatando a vida de milhares de crianças, adolescentes, adultos e idosos, através do ensino e prestígio da arte, em todos os segmentos”.

Maria Agar fez agradecimentos especiais a pessoas que passaram pela sua vida durante os 42 anos de Pavlova e também aos companheiros de trabalho da Secretaria, além de amigos e familiares.

O prefeito Junior da Femac destacou que é uma importante homenagem. “A Maria Agar cuida das pessoas em Apucarana, através da Cultura, da arte, democratizando o acesso as atividades. Ela começou com o Beto Preto e deu continuidade ao trabalho na nossa gestão. Um belíssimo trabalho. São alunos de todas as idades na música, na dança e em cada nota, em cada passo, vemos a Maria Agar. Ela é dedicada, se empenha, não mede esforços. A Maria Agar e sua equipe são impecáveis no que fazem e as pessoas se sentem únicas naquele momento e, nós só temos que agradecer. Agradecemos por tudo. Que essa homenagem sirva de combustível para mais 50 anos de carreira. Afirmo que é um orgulho poder te chamar de irmã apucaranense”, concluiu o refeito Junior da Femac.

MARIA AGAR

A professora Maria Agar Borba nasceu em Londrina, no dia 03 de novembro de 1952. Ela é filha do advogado e odontólogo Glauco Pereira Borba e da professora Inah Vieira Borba.

O casal pioneiro chegou em Londrina na década de 1940, eles vieram de Vitória – Espirito Santo, e já em Londrina foram morar na Avenida Higienópolis, quando a mesma ainda era de terra.

Maria Agar é formada em piano, pelo conservatório musical de londrina; em letras Anglu portuguesas pela UEL e bailarina profissional.

é casada, há 42 anos, com o senhor josé Carlos Trevisan Ferreira e tem três filhos: Karyme, Vandré e Kamyla.

Chegou em Apucarana em janeiro de 1973 a convite do padre Álvaro de Oliveira, na época diretor do Colégio São José, para nas suas instalações, criar uma escola de dança. nascia, então, o Ballet Pavlova, que permaneceu no Colégio São José até 1978, quando mudou-se para o centro da cidade.

Por sua escola passaram mais de 5 mil jovens durante as 4 décadas em que esteve à frente, como principal professora e diretora.

Formou inúmeras profissionais que atuam em Apucarana, Jandaia do Sul, Arapongas, Rolândia, Londrina, Maringá, em Santa Catarina, são Paulo, Curitiba, no Maranhão, em Rondônia, Piauí, Estados Unidos, França e tantos outros centros culturais.

Maria Agar ganhou inúmeros prêmios com a participação em festivais regionais e nacionais inclusive em Joinville com o prêmio grupo revelação 1985.

Em julho de 2014, atendeu um convite do então prefeito, hoje secretário de Estado da Saúde e deputado federal eleito, Beto Preto, para assumir a Fundação Cultural de Apucarana e, meses depois, a recém criada Secretaria Municipal da Promoção Artística, Cultural e Turística.

Na secretaria realizou o sonho antigo de criar uma Escola Municipal de Artes, 100% gratuita, oportunizando o acesso da educação artística para todo os munícipes.

Fortaleceu e ampliou a dança e teatro já existentes e criou-se o ensino da música com violão, violino, viola caipira, violoncelo, piano, saxofone, bateria e técnica vocal.

Sempre contando com incentivo do prefeito Beto Preto e, em especial o prefeito Junior da Femac, amplia constantemente o acervo dos instrumentos musicais e a qualidade das instalações.

Ultrapassou, em 2022, a marca dos mil alunos com um ensino de qualidade e seriedade.

Maria Agar, tendo iniciado sua vida profissional aos 15 anos de idade, completa esse ano, em 2022, cinquenta e cinco anos de atuação artística e cinquenta anos de trabalho em Apucarana.

A Cidadã Honorária considera Apucarana sua terra natal, abraçando a todos colaboradores, alunos, familiares, amigos e parceiros da prefeitura com amor, humildade, dedicação e comprometimento.